Imagem retirada de https://pebmed.com.br/anvisa-suspende-importacao-de-ranitidina-por-empresa-indiana/
Imagem retirada de https://pebmed.com.br/anvisa-suspende-importacao-de-ranitidina-por-empresa-indiana/

A Medley, unidade de negócios genéricos da Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda, anunciou recentemente o recall preventivo de 50 lotes do medicamento para úlcera Ranitidina 150 mg e 300 mg. A medida foi tomada devido a uma possível contaminação com uma impureza de nitrosamina chamada N-nitrosodimetilamina (NDMA), que é classificada como possível substância causadora de câncer.

A Medley informa que o recolhimento não representa custo para os pacientes e pede que quem possuir algum dos lotes envolvidos, entre em contato com SAC da empresa pelo telefone 0800 729 8000, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.

O Procon-SP, vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, recomenda a quem adquiriu um dos lotes do medicamento, a mantê-lo em sua embalagem original e não utilizá-lo. O órgão ressalta que a “empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor”.

Outro laboratório que anunciou recall da ranitidina foi o Aché. Em nota, a farmacêutica divulgou o recolhimento dos medicamentos da família Label e seus genéricos. O recall preventivo havia sido protocolado junto a Anvisa ainda em dezembro.  Os medicamentos não são mais comercializados. A pacientes que tiveram esses medicamentos devem contatar o  número 0800 701 6900 ou o e-mail cac@ache.com.br.

Fonte: Veja e Redação Panorama Farmacêutico